2/01/2012 11:46 am

Aged anuncia prorrogação

Aged anuncia prorrogação no prazo de comprovação da vacina contra Febre Aftosa

 

A Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Maranhão (Aged), órgão vinculado à Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Pesca (Sagrima), anunciou, na tarde desta terça-feira (20), a prorrogação do prazo para comprovação da vacinação do rebanho contra a aftosa, que seria encerrado, nesta sexta-feira (30). Agora, os criadores têm até o dia 6 de janeiro para prestarem contas da imunização do rebanho.
Segundo o diretor geral da agência, Fernando Lima, a decisão foi para permitir aos criadores que cumprissem o prazo sem prejudicarem os compromissos normais da virada do ano. “Já vínhamos registrando um índice superior de comprovação nesta campanha, com relação aos anos anteriores. Alguns municípios, inclusive, até a semana passada já haviam ultrapassado os 90% de comprovação da vacinação. Mas, como sabemos que esse período de virada do ano é sempre cheio de compromissos para todo mundo, achamos melhor prevenir e estender o prazo, para que os criadores cumpram seu dever com mais tranquilidade”, justificou Lima.

A segunda etapa da campanha de vacinação contra a febre aftosa foi iniciada no dia 14 de novembro, em todo o Estado do Maranhão. Os criadores tiveram 30 dias para imunizarem seus rebanhos e mais 15 dias para prestarem contas da vacinação nos escritórios da Aged espalhados em território maranhense. Com a prorrogação, os criadores ganham mais uma semana útil para comparecerem ao escritório da Aged mais próximo de sua propriedade e apresentarem a nota fiscal que comprova a vacinação do rebanho, evitando assim as sanções previstas na legislação estadual.

 

Números favoráveis
O diretor da Aged comemora os bons índices registrados este ano nas duas campanhas de vacinação contra a aftosa. Na primeira etapa, os resultados apontaram um índice histórico de 96,59% de vacinação, o maior dos últimos 10 anos de campanhas oficiais. Já na segunda etapa, a terceira parcial da campanha, medida no dia 14 de dezembro – término do período oficial de vacinação – registrou a imunização de 3.477.771 cabeças de bovinos e bubalinos, o correspondente a quase metade do rebanho maranhense, estimado em 7,2 milhões de animais.
Desse total de imunizações, 311.975 cabeças existentes em 2.444 propriedades maranhenses foram vacinadas ou tiveram suas ações de vacinação monitoradas por fiscais da Aged, as chamadas vacinações oficiais, assistidas ou fiscalizadas, que beneficiaram áreas quilombolas e indígenas e pequenos produtores rurais. “Esses resultados são reflexos de todo o esforço de divulgação e mobilização que nossas equipes realizaram, promovendo lançamentos oficiais da campanha – em Imperatriz, Bacabal, Balsas e São João dos Patos, Dias de Campo, palestras, blitzen educativas, carreatas, ações de panfletagem em feiras municipais e outros espaços de grande concentração popular, além de abordagem direta a criadores em dezenas de municípios maranhenses”, afirmou Fernando Lima.

Inadimplentes
Após a finalização do prazo para a comprovação, a Aged dará início à busca dos criadores inadimplentes com a fiscalização das propriedades, de acordo com o levantamento realizado pelas unidades regionais do órgão.
Os criadores que não vacinaram o rebanho até o dia 14 de dezembro serão multados em R$ 200,00, mais R$ 5,00 por cabeça de gado não vacinada. Após o dia 6 de janeiro, quem vacinou o rebanho, mas não prestou conta junto ao órgão fiscalizador pagará uma multa de R$ 200,00.

GOVERNO DO ESTADO DO MARANHÃO - Portal desenvolvido e hospedado pela ATI