24/05/2013 3:15 pm

AGED realiza vacinação assistida em área quilombola de Itapecuru

 

G

Nesta quinta-feira (23), a Agência Estadual de Defesa Agropecuária do Maranhão (AGED-MA), órgão vinculado à Secretaria de Estado da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (SAGRIMA) realizou a vacinação assistida de 74 cabeças de bovinos criados em área quilombola, no Povoado Mata de São Benedito 2, em Itapecuru Mirim, a 118 km de São Luís.

A vacinação subsidiada e assistida em áreas consideradas de risco sanitário (indígenas, quilombolas e assentamentos rurais) é uma das estratégias da AGED, para garantir a média de cobertura vacinal contra a febre aftosa, nesta primeira etapa da campanha, que acontece de 01 a 31 de maio.

Para essa campanha, o governo do estado subsidiou a compra de 26.500 mil doses de vacinas, em parceria com a Federação de Agricultura do Estado do Maranhão (FAEMA), Fundo de Desenvolvimento da Pecuária do Maranhão (Fundepec), Instituto do Agronegócio do Maranhão (INAGRO) e prefeituras municipais.

O diretor geral da AGED, Fernando Lima, explicou que as vacinas subsidiadas já foram distribuídas em municípios das regionais de Rosario, Itapecuru, Codó, Ze Doca, Imperatriz, Barra do Corda, Santa Ines, Pinheiro e Viana. “Cada unidade regional irá verificar as áreas que podem ser beneficiadas com a ‘agulha oficial’ e agendará a vacinação desses rebanhos, que, nesses casos, são acompanhadas por fiscais da AGED”, ressaltou Fernando Lima.

Gilvan Bezerra do Santos, morador do povoado, falou da importância dessa vacinação para quem cria poucas cabeças de gado. “Essa vacinação é muito importante pra nós criadores daqui, que temos uma ou no máximo trinta cabeças de gado e não teríamos condições de vacinar, se não fosse esse incentivo que recebemos hoje. Para agente, é uma alegria poder estar em dia com a vacinação do nosso rebanho” Disse ele.

De acordo a determinação do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, os criadores – de qualquer porte – tem que vacinar seus rebanhos bovinos e bubalinos até o dia 31 de maio, sob pena de sanções que vão de multas a impedimento de transitar com seus animais fora da propriedade ou comercializá-los. Após o prazo para vacinação, os criadores ainda tem mais 15 dias para procurar os escritórios da AGED onde suas propriedades estão cadastradas para fazer a comprovação da vacinação

GOVERNO DO ESTADO DO MARANHÃO - Portal desenvolvido e hospedado pela ATI