18/12/2013 10:39 am

VETERINÁRIOS PARTICIPAM DE ENCONTRO PARA DEBATER AÇÕES CONTRA BRUCELOSE NO MARANHÃO

DSCN0480A Agência Estadual de Defesa Agropecuária do Maranhão (AGED) em parceria com Universidade Estadual do Maranhão (UEMA) e o Ministério da Agricultura (MAPA) realizaram no período de 04 à 08 de novembro, no auditório do Palácio do Comércio, na cidade de Imperatriz, o III Encontro Maranhense de Médicos Veterinários cadastrados e habilitados ao Programa Nacional de Controle e Erradicação da Brucelose e Tuberculose Animal (PNCEBT).

O evento fazia parte da semana do Empreendedorismo promovida pelo SEBRAE na cidade. O Encontro teve como objetivo a discussão sobre a padronização das ações de controle da erradicação da Brucelose e da Tuberculose animal com vacinação no estado do Maranhão.

Durante os 4 dias os médicos veterinários do setor privado, do Estado discutiram sobre os procedimentos e as inovações tecnológicas no contexto da responsabilidade de cada Profissional, Cidadão, Estado, Órgãos oficiais que atuam e/ou atuarão no Programa Nacional de Controle e Erradicação da Brucelose  e da Tuberculose Animal (PNCEBT).

No mesmo período aconteceu o XVI Treinamento para habilitar médicos veterinários autônomos pelo curso de treinamento em métodos de diagnostico e controle da Brucelose, Turberculose e outras Encefalopatias animal. 27 médicos veterinários participaram do curso realizado pela AGED, UEMA e MAPA, no pólo da UEMA em Imperatriz. No treinamento foram ministradas palestras com representantes da Coordenação Nacional do PNCEBT (MAPA),  Coordenação Estadual do PNCEBT(AGED), Conselho Regional de Medicina Veterinária do Maranhão (CRMV), professores da UEMA, e Professor Doutor Ricardo Augusto Dias da USP Apresentando a Situação Epidemiológica da Brucelose e Tuberculose no Maranhão.

A Brucelose e Tuberculose Animal são doenças de importância de saúde animal e de saúde pública no Brasil, zoonoses causadoras de consideráveis prejuízos econômicos e sociais, em virtude do impacto que produzem na produtividade dos rebanhos e dos riscos que acarretam a saúde humana.

Na opinião da coordenadora estadual do PNCEBT, o evento foi positivo, reuniu a classe veterinária promovendo a integração entre o setor público e privado além oportunizar a reciclagem de novos conhecimentos. “Encontros desta natureza devem acontecer periodicamente para que profissionais possam estabelecer mudanças de atitudes no controle e erradicação da Brucelose e Tuberculose animal no Maranhão”. Afirma Sonizethe Silva Santana.

GOVERNO DO ESTADO DO MARANHÃO - Portal desenvolvido e hospedado pela ATI