9/12/2014 4:42 pm

Criadores de gado tem até esta quarta-feira para vacinar contra a febre aftosa no prazo oficial

foto OIE

Nesta quarta-feira (10), será encerrado o prazo oficial de vacinação contra a febre aftosa em todo o Maranhão. A campanha, que está em sua segunda etapa, já havia sido prorrogada por mais 10 dias, com autorização do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, e está em vigor desde o dia 01 de novembro.

A partir desta quinta-feira (11) começa a correr o prazo final de comprovação da imunização do rebanho, permitido até o dia 19 de dezembro.

Nesta etapa devem ser vacinadas mais de 7,5 milhões de cabeças de bovinos e bubalinos em todo o Maranhão. A fiscalização da imunização é de responsabilidade da Agência Estadual de Defesa Agropecuária do Maranhão (AGED-MA), órgão vinculado à Secretaria de Estado da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (SAGRIMA). “Mesmo estando em área livre de febre aftosa com vacinação, com reconhecimento internacional, é importante que os criadores continuem a vacinar a totalidade do seu rebanho de bovinos e bubalinos, dentro do prazo de campanha”, alertou o responsável pelo Programa de Erradicação e Prevenção da Febre Aftosa do Maranhão, Adriano Moura.

Ele explica que o criador que não vacinar seus animais não poderá solicitar a Guia de Trânsito de Animal (GTA), documento emitido e exigido pela AGED para que o rebanho possa circular com seus animais fora da propriedade. E os que deixarem para comprar a vacina a partir do dia 11 de dezembro, só poderão comprá-la mediante autorização da AGED, pois as casas de revenda não poderão mais vender. Ao solicitarem a autorização para a compra de vacina nos escritórios da AGED, os criadores que ainda não vacinaram, pagarão multa, por estarem fora do prazo oficial de compra.

“Estamos convocando todos os criadores para vacinarem seu rebanho nesta segunda etapa, até o dia 10 de dezembro e que comprovem a vacinação até o dia 19. Decidimos prorrogar o prazo de vacinação devido ao baixo índice de procura das vacinas nas revendas autorizadas, e do número insuficiente de doses enviadas para atender a demanda do rebanho do estado. Os criadores, entretanto, tem que se sensibilizarem para a importância da vacinação do seu rebanho”, explicou o diretor geral da AGED, Fernando Lima.

Brucelose

Também durante o período oficial de vacinação e comprovação da imunização contra a febre aftosa, os criadores de bovinos e bubalinos fêmeas, com idades entre 3 e 8 meses, são obrigados a apresentarem os atestados de imunização desses animais contra a brucelose. A obrigatoriedade da vacina também é determinada pelo Ministério da Agricultura, e permitida ao longo de todo o ano. A comprovação, porém, deve ser realizada nos períodos oficiais das etapas de vacinação contra a febre aftosa – nos meses de maio e novembro.

 

 

GOVERNO DO ESTADO DO MARANHÃO - Portal desenvolvido e hospedado pela ATI