21/10/2015 5:03 pm

AGED e parceiros realizam o Projeto “Campo Limpo Ambiente Saudável “ Recebimento Itinerante de Embalagens Vazias de Agrotóxicos

Projeto Campo Limpo

Técnicos da defesa e inspeção vegetal, da Agência Estadual de Defesa Agropecuária do Maranhão (AGED), órgão vinculado à Secretaria de Agricultura e Pecuária (SAGRIMA), se uniram nos dias 14 e 15 de outubro, à Agência Estadual de Pesquisa e Extensão Rural do Estado (AGERP) e a representantes de prefeituras municipais de São José de Ribamar, Paço do Lumiar e Raposa, para a realização do Projeto “Campo Limpo Ambiente Saudável, que trata do recebimento itinerante de embalagens vazias de agrotóxicos.

Este trabalho foi desenvolvido em parceria com o Instituto Nacional de Processamento de Embalagens Vazias de Agrotóxicos (inpEV), Associação do Comércio Agropecuário do Piaui (ACAPI).  A ação comtemplou os municípios de São Luís, São José de Ribamar, Raposa e Paço do Lumiar, que se destacam na produção de hortifrutigranjeiros.

Essas embalagens vazias sempre foram descartadas na propriedade, gerando grande risco ambiental e à saúde humana. O objetivo do sistema de recebimento itinerante  é viabilizar o cumprimento da legislação por parte dos pequenos produtores, simplificar o processo de recebimento, conscientizar e incentivá-los a devolver regularmente as embalagens vazias de agrotóxicos após a Tríplice Lavagem, facilitar a devolução das embalagens vazias e retirá-las do meio ambiente.

O projeto realizou também um trabalho educativo, através de treinamentos nas comunidades agrícolas sobre o uso corretos e seguro de agrotóxicos e destino final de suas embalagens vazias, direcionado aos pequenos produtores.

Durante a ação, foram atendidos 117 agricultores familiares que devolveram pouco mais de meia tonelada de embalagens vazias ( 516 kg precisamente), que foram recebidas na estrutura itinerante montada e operada em dois dias e teve o destino final adequado, tal qual preconizado pela legislação de agrotóxicos. Todo esse montante seguirá para reciclagem ou processo específico de incineração, com a certeza da contribuição para um campo mais limpo, reduzindo-se as possibilidades de contaminação ambiental, de solo e água, e de intoxicações de seres humanos e animais pelo descarte e uso inadequado desses materiais pelos produtores rurais.

Segundo o diretor de defesa e inspeção vegetal da AGED, Roberval Raposo Junior, o recebimento itinerante na ilha de São Luís teve um resultado bastante satisfatório, pois foi conseguido através de uma ação institucional conjunta das entidades participantes e das instituições representativas dos trabalhadores rurais, retirar um passivo ambiental significativo que se encontrava efetivamente depositado  no meio rural desses municípios.  “É, antes de tudo, o compromisso com o nosso pequeno agricultor, com o cidadão e toda a sociedade maranhense. Fica o nosso agradecimento a todos os parceiros envolvidos, a nossa equipe de fiscalização e, principalmente, aos produtores rurais que compreenderam as suas responsabilidades nessa cadeia e atenderam a nossa convocação”. Finalizou o diretor.

Este Recebimento Itinerante passa agora a constar de forma definitiva no calendário anual para a agricultura familiar da grande ilha, sempre com previsão de realização no mês de outubro.

GOVERNO DO ESTADO DO MARANHÃO - Portal desenvolvido e hospedado pela ATI