2/05/2016 5:27 pm

Ministério da Agricultura realiza auditoria para avaliar adesão do Maranhão ao Sisbi

Equipe da Aged recebe os auditores do Departamento de Inspeção de produtos de origem animal (Dipoa), na segunda (02).

Equipe da Aged recebe os auditores do Departamento de Inspeção de produtos de origem animal (Dipoa), na segunda (02).

De 02 a 06, a Agência Estadual de Defesa Agropecuária do Maranhão (Aged) passa por uma auditoria orientativa do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), que deve avaliar o Serviço de Inspeção Estadual a fim de inserir o estado no Sistema Brasileiro de Inspeção de Produtos de Origem Animal (Sisbi-Poa).

Durante a semana, os auditores Antônio Auro da Silva e Bruno Ribeiro, representantes do Departamento de inspeção de produtos de origem animal (Dipoa) do Mapa, devem analisar o trabalho de inspeção estadual, que certifica os produtos e subprodutos de origem animal que podem circular dentro do Maranhão. “Para o estado, isso é de fundamental importância, porque, a partir do momento que nós aderirmos ao Sisbi, os produtores do Maranhão poderão comercializar seus produtos entre os estados. Isso é um grande avanço, que deve trazer desenvolvimento e mais riqueza”, ressaltou o presidente da Aged, Sebastião Anchieta.

Além da auditoria orientativa do trabalho da Agência, a equipe do Mapa também inspecionará duas propriedades. A indústria Laticínio Beatriz, produtora de queijo muçarela situada em Vila Nova dos Martírios, e a Vieira Indústria e Comércio de Laticínios, produtora de queijos, manteiga e iogurte em Imperatriz, foram recomendadas pelos fiscais estaduais para receber o registro Sisbi – Poa. “Hoje, nós temos vinte estabelecimentos registrados no estado. Desses vinte, 17 são de laticínios. Então, temos uma expertise maior nessa área e esses são os que estão em melhores condições de serem auditados”, justificou o Coordenador de Inspeção Animal da Agência, Hugo Napoleão.

Pequenos produtores

O Sistema Brasileiro de Inspeção de Produtos de Origem Animal, cujo objetivo é padronizar e harmonizar os procedimentos de inspeção de produtos de origem animal, é uma ferramenta do governo federal para permitir a inserção no mercado formal de produtos que ainda necessitam de regulamentação específica. Como consequência, pequenos produtores que teriam dificuldades em cumprir as exigências técnicas e burocráticas do Sistema de Inspeção Federal (SIF) passam a ser beneficiados.

O Maranhão já pleiteava a adesão ao sistema desde 2012. No entanto, só em abril deste ano, após reunião com a Ministra Kátia Abreu, a auditoria orientativa da Aged foi agendada. “Com essa auditoria, a gente vai saber dos pontos em que estamos fracos e temos que melhorar para chegar à equivalência do Ministério da Agricultura”, explica Hugo.

GOVERNO DO ESTADO DO MARANHÃO - Portal desenvolvido e hospedado pela ATI