17/05/2016 3:01 pm

Governo estadual analisa regionalização de matadouro em São Bernardo

Representantes do governo estadual e do Sebrae de Chapadinha visitaram as instalações da G-Boi em São Bernardo.

Representantes do governo estadual e do Sebrae de Chapadinha visitaram as instalações da G-Boi em São Bernardo.

Com obras concluídas e pronto para funcionar, o matadouro G-Boi, do empresário Élcio Alves de Oliveira, recebeu uma visita técnica do secretário de Indústria e Comércio (Seinc), Simplício Araújo, e de representantes da Agência Estadual de Defesa Agropecuária (Aged), vinculada à Secretaria de Agricultura, Pecuária e Pesca (Sagrima), na sexta-feira (13), com o objetivo de conhecer as instalações e analisar a possibilidade de integração do empreendimento ao Programa de Matadouros Regionais (Promar).

A construção do empreendimento foi iniciada há três anos, com o apoio do Sebrae, e contou com um investimento de R$ 4,6 milhões para atender às adequações físicas necessárias para o abate de 400 animais por dia. Esta capacidade poderá atender toda a regional do Baixo Parnaíba, abastecendo 14 municípios. Para o secretário de Agricultura, Pecuária e Pesca, Márcio Honaiser, esse matadouro, caso regionalizado, vai contribuir com as finalidades do Promar. “Nosso objetivo é promover saúde, emprego e renda para os maranhenses e valorizar o nosso pecuarista. Cada matadouro a ser construído ou regionalizado representa a dinamização da economia local e o adensamento de uma cadeia produtiva de grande potencial para o estado, seja no abastecimento interno, seja na exportação”, disse.

O matadouro de São Bernardo ainda deve passar por uma vistoria final antes de ser registrado pelo Serviço de Inspeção Estadual (SIE). Até agora, o empreendimento passou por uma vistoria inicial, que analisa o terreno e sua localização, e teve croquis e projeto de construção avaliados pela Coordenação de Inspeção Animal da Aged.

A Agência concedeu o primeiro registro do SIE a um matadouro em agosto do ano passado para o Frigorífico Dhias Ltda, localizado em Axixá. O matadouro de São Bernardo poderá ser o segundo do estado com esse registro. “Esse matadouro tem dupla importância. Além de ser o segundo a obter o registro do SIE, em relação ao Promar, tudo indica que ele será o primeiro matadouro regionalizado do estado. Com isso, vamos disponibilizar carne, com certificação oficial, para população em geral”, enfatizou o coordenador de inspeção animal da Aged, Hugo Napoleão.

Inspeção em matadouros

Para garantir a inspeção em São Bernardo, a Aged reforçará sua equipe, oferecendo treinamento aos fiscais agropecuários estaduais da região. “Atualmente, a nossa regional não conta com nenhum matadouro com Serviço de Inspeção Estadual e a maior parte dos estabelecimentos que atendem a região são clandestinos. Com a implantação deste novo, a população terá um salto na qualidade de vida”, explicou o chefe da regional de Chapadinha, Carlos Henrique Marques.

Os matadouros certificados pelo SIE devem contar com um responsável técnico e um técnico de inspeção da Aged diariamente. O responsável pela inspeção realiza exames clínicos nos animais antes do abate e, após, analisa carne e carcaça.

GOVERNO DO ESTADO DO MARANHÃO - Portal desenvolvido e hospedado pela ATI