1/06/2016 12:10 pm

Aged participa de pesquisa sobre genética de morcegos e circulação do vírus da raiva no Maranhão

Captura de morcegos em zona rural de São Luís.

Captura de morcegos em zona rural de São Luís.

Agência Estadual de Defesa Agropecuária do Maranhão (Aged) e Universidade Estadual do Maranhão (UEMA – Caxias) iniciam pesquisa que pretende estudar a circulação do vírus da raiva nos municípios de Carutapera, Cândido Mendes, Godofredo Viana e Turiaçu. De 31 de maio a 13 de junho, a equipe do Programa Nacional de Controle da Raiva dos Herbívoros (PNCRH) da Aged, bem como os fiscais agropecuários das Unidades Regionais de Zé Doca e Pinheiro, realizam ações de captura de morcegos para exame laboratorial.

Segundo a responsável pelo PNCRH no Maranhão, Sonivalde Santana, a pesquisa deve fornecer informações relevantes quanto à genética, a biodiversidade e os hábitos dos morcegos da família Phyllostomidae, a mais numerosa no território brasileiro, nas regiões estudadas. “Vamos acompanhar e apoiar os pesquisadores com a nossa expertise em captura de morcegos. Futuramente, acreditamos que essa pesquisa vai dar suporte ao nosso trabalho de controle da raiva no estado”, garantiu.

O projeto de pesquisa, intitulado “Caracterização molecular de morcegos com ênfase na família Phyllostomidae na rota do surto da raiva, nos municípios maranhense e paraense”, é coordenado pela professora Dr.ª Maria Claudene Barros, do mestrado em Ciência Animal do Centro de Estudos Superiores de Caxias (CESC). O estudo inclui quase 10 alunos e está em sua primeira fase. O mesmo procedimento será executado, posteriormente, no Pará.

Raiva em herbívoros

O morcego hematófago da espécie Desmodus rotundus, que também faz parte da família phyllostomidae, é o principal transmissor da raiva para bovinos e equinos. Nas regiões contempladas pela pesquisa, foram identificados cinco focos da doença, entre 2013 e 2014, no município de Turiaçu. Além disso, nos quatro municípios selecionados para a coleta inicial, existe a obrigatoriedade da vacinação antirrábica de bovinos e bubalinos desde a aprovação da Portaria Nº 602, de 10 de agosto de 2015.

GOVERNO DO ESTADO DO MARANHÃO - Portal desenvolvido e hospedado pela ATI