28/06/2016 5:43 pm

Povoados de Primeira Cruz recebem força tarefa de vacinação contra brucelose e tuberculinização de bovinos

Fiscal agropecuária aplica vacinação em bezerra. Ao todo, 21 bezerras entre 3 e 8 meses foram imunizadas contra brucelose.

Fiscal agropecuária aplica vacinação em bezerra. Ao todo, 21 bezerras entre 3 e 8 meses foram imunizadas contra brucelose.

Como parte das ações do Programa Nacional de Controle e Erradicação da Brucelose e Tuberculose (PNCEBT) no Maranhão, a Agência Estadual de Defesa Agropecuária (Aged) realizou uma ação de vigilância ativa e vacinação contra brucelose em Primeira Cruz. A iniciativa consistiu na primeira ação voltada para o controle das doenças no município, que integra o programa Mais IDH do governo estadual.

Entre os dias 20 e 24, fiscais agropecuários da sede e da Unidade Regional Rosário da Aged estiveram nos povoados Mairi e Campo Novo em uma força tarefa para testar bovinos para tuberculose, vacinar bezerras contra brucelose e orientar os criadores da região sobre essas doenças, que podem ser transmitidas dos animais ao homem (zoonoses). “Um dos nossos fiscais solicitou uma vigilância ativa, por suspeitar que um animal da região estivesse com tuberculose. Realizamos o teste de tuberculização em 36 bovinos e o resultado deu negativo em todos os animais testados”, esclarece a fiscal agropecuária do PNCEBT, Ana Cláudia Costa.

A ação resultou ainda na imunização, pela primeira vez, de mais de 20 bezerras contra brucelose. De acordo com a coordenadora do programa, Adriana Prazeres, esse tipo de iniciativa eleva o índice vacinal do estado e dá a assistência necessária aos municípios onde existe carência de médicos veterinários autônomos.

A força tarefa envolveu quatro médicos veterinários, um técnico de fiscalização agropecuária e um auxiliar de campo. “O fato de a equipe ter ficado por uma semana inteira entre os povoados Mairi e Campo Novo propiciou um contato intenso com os produtores da região. Tivemos a oportunidade de executar e orientar os criadores a respeito de outros programas também. Acredito que, para regiões como aquela, com um dos trinta menores IDH do estado, ações com duração maior rendem melhores resultados”, destacou o chefe da Unidade Regional Rosário, Marcelo Falcão.

Intensificação da vigilância

Desde abril deste ano, a Aged iniciou um projeto de intensificação do PNCEBT. As supervisões, que já percorreram Balsas, Açailândia e Imperatriz, ainda fiscalizarão propriedades rurais, casas agrícolas e revendedoras de vacinas de brucelose, e capacitarão médicos veterinários para atuarem na prevenção dessas doenças nas demais Unidades Regionais da Agência.

GOVERNO DO ESTADO DO MARANHÃO - Portal desenvolvido e hospedado pela ATI