24/08/2016 11:26 am

Aged faz contenção de foco de raiva em São Domingos

Após notificação de foco de raiva do herbívoros, a Aged acompanhou a vacinação de 33 bovinos nas proximidades da ocorrência, em São Domingos.

Após notificação de foco de raiva dos herbívoros, a Aged acompanhou a vacinação de 33 bovinos nas proximidades da ocorrência, em São Domingos.

Após a confirmação laboratorial de caso de raiva em um bovino do povoado Centro do Mamédio, em São Domingos do Maranhão, a Agência Estadual de Defesa Agropecuária do Maranhão (Aged) acompanhou os procedimentos de atendimento e contenção de foco de raiva dos herbívoros na propriedade de origem do animal e nas propriedades situadas em uma área de até 12 km (perifocal) de distância daquela, na segunda-feira (22). Ao fim da operação, 33 bovinos foram vacinados para prevenir novas ocorrências.

De acordo a veterinária da Unidade Regional Presidente Dutra da Aged, Sônia Maria de Carvalho, o produtor notificou os sinais clínicos do animal para a Agência 24h após a identificação. Depois da notificação, o atendimento da propriedade ocorreu dentro de uma hora, atendendo às exigências legais. “A propriedade foco e as propriedades situadas na área perifocal foram notificadas para efetuarem a vacinação obrigatória dos rebanhos. Avaliamos que o resultado da ação foi positivo, pois os produtores mostraram-se receptivos e colaboraram com informações sobre as propriedades vizinhas”, explica Sônia.

Conforme esclarece a responsável pelo Programa Nacional de Controle da Raiva dos Herbívoros (PNCRH) no Maranhão, Sonivalde Santana, quando se identifica um foco da doença, o produtor é obrigado a realizar a vacinação antirrábica para prevenir novos casos. A vacina contra a doença deve ser reforçada anualmente e, caso o animal esteja sendo vacinado pela primeira vez, também é necessário fazer um reforço 30 dias após a primeira aplicação e comprovar a vacinação nos escritórios da Aged.

“Ano passado tivemos focos da doença no município, o que o caracteriza como uma área de risco. Os produtores devem ficar alerta e vacinar seus animais”, recomendou Sonivalde.

Outra forma de prevenção da doença, realizada pela Aged, é a captura de morcegos hematófagos, principais transmissores da raiva para bovinos e equinos. De acordo com a Agência, novas ações de captura estão programadas para setembro em São Domingos.

GOVERNO DO ESTADO DO MARANHÃO - Portal desenvolvido e hospedado pela ATI