29/09/2016 9:32 am

Aged visita Área Livre de Praga da fruticultura no Rio Grande do Norte e Ceará

Durante a feira, as agrônomas da Aged participaram de uma visita técnica à maior produtores de melões e melancias do Brasil.

Durante a feira, as agrônomas da Aged participaram de uma visita técnica à maior produtores de melões e melancias do Brasil.

Para manter-se atualizada quanto às técnicas e ações de defesa sanitária na fruticultura tropical, a Agência Estadual de Defesa Agropecuária do Maranhão (Aged/MA) enviou Fiscais Agropecuários para participar, de 21 a 23 de setembro, da Feira Internacional de Fruticultura Tropical Irrigada (Expofruit) 2016, em Mossoró (RN).

Principal evento ligado à fruticultura tropical no país, a Expofruit é realizada anualmente pelo Comitê Executivo de Fruticultura do Rio Grande do Norte (COEX), com a participação de expositores nacionais e internacionais. Com o objetivo de apoiar o setor agrícola potiguar e viabilizar a comercialização da produção, a feira chega a gerar negócios na ordem dos US$ 18 milhões.

Além da mostra de frutas produzidas em todo o estado, o evento ainda conta com programação científica, incluindo palestras, oficinas, minicursos e visitas técnicas. Dentre as palestras, as Fiscais da Aged conferiram a apresentação do status fitossanitário no Rio Grande do Norte e no Ceará de Área Livre da Praga Anastrepha grandis, presente nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste do Brasil, que ataca a fruticultura e pode gerar prejuízos diretos em torno de US$ 120 milhões por ano.

“Foi fundamental conhecer o trabalho de controle fitossanitário realizado pelo Instituto de Defesa e Inspeção Agropecuária do Rio Grande do Norte e pela Agência de Defesa Agropecuária do Ceará que viabiliza o reconhecimento oficial da Área Livre de Praga na Região, a ALP, condição essencial para que as exportações de frutas se tornem possíveis”, ressaltou a responsável pelo setor de Pragas Quarentenárias, Andréa S. Rodrigues.

Durante a feira, foi realizada uma visita técnica à maior produtora de melões e melancias do Brasil e uma das maiores do mundo, a Agrícola Famosa, onde está implantado o Sistema ALP. As Fiscais também conheceram o Escritório Local da Adagri e a Barreirra Zoofitossanitária no Município de Aracati, fronteira entre RN/CE.

“Atualmente, realizamos o monitoramento de uma outra espécie de mosca das frutas restrita ao estado do Amapá, a mosca da carambola. Mas, como Fiscais Agropecuárias, estamos nos preparando a partir da análise do trabalho realizado nesses estados, para também atuar no controle e combate da Anastrepha grandis, explicou a responsável pelo Setor de Controle Processual e Destinação Final de Embalagens Vazias de Agrotóxicos, Edmara Cardoso.

Outubro

De 16 a 21 de outubro, os olhos estarão voltados para o potencial produtivo do Maranhão devido à realização, em São Luís, da 24ª edição do Congresso Brasileiro de Fruticultura por iniciativa da Sociedade Brasileira de Fruticultura, em parceria com o Governo do Estado. Com o tema “Fruteiras nativas e sustentabilidade”, o evento será realizado no Centro de Convenções Pedro Neiva de Santana.

São esperados 1.200 participantes de vários estados, entre pesquisadores, produtores, empresários e representantes de empresas públicas e privadas ligados ao setor, que movimentarão a comunidade acadêmica, a economia e o turismo do estado.

GOVERNO DO ESTADO DO MARANHÃO - Portal desenvolvido e hospedado pela ATI