1/11/2016 5:49 pm

Governo lança campanha de vacinação contra aftosa com foco em avanços econômicos

O Secretário Márcio Honaiser, o presidente da Ascem, Ivaldeci Mendonça, o presidente da Aged, Sebastião Anchieta, o secretário adjunto da Sagrima, Emerson Macedo, e o presidente da Faema, Raimundo Coelho, exibem selos obliterados.

O Secretário Márcio Honaiser, o presidente da Ascem, Ivaldeci Mendonça, o presidente da Aged, Sebastião Anchieta, o secretário adjunto da Sagrima, Emerson Macedo, e o presidente da Faema, Raimundo Coelho, exibem selos obliterados.

Com a presença de representantes de associações e sindicatos de produtores, médicos veterinários, empresários, fiscais e outros representantes do setor agropecuário, o Governo, por meio da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Pesca (Sagrima) e da Agência Estadual de Defesa Agropecuária do Maranhão (Aged/MA), lançou a II Etapa da Campanha de vacinação contra Febre Aftosa, nesta terça-feira, às 10h, na Sala de Reuniões da Vice-Governadoria.

Para marcar o início do período vacinal, a Aged e os Correios lançaram oficialmente o selo comemorativo de 15 Anos sem Aftosa no Maranhão e convidaram o Secretário da Sagrima, Márcio Honaiser, e os presidentes da Associação de Criadores do Estado do Maranhão (Ascem), Ivaldeci Mendonça Júnior, do Instituto de Agronegócios do Maranhão (Inagro), José de Jesus Reis Ataíde, e da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado do Maranhão, Raimundo Coelho, para carimbarem o selo postal. Segundo o presidente da Aged, Sebastião Anchieta, a escolha dos nomes para a cerimônia se deu em virtude do papel representado pelas instituições para que o estado conseguisse controlar a doença.

“Não temos dúvida de que os avanços sanitários que conquistamos no setor agropecuário, a exemplo da certificação internacional como área livre de febre aftosa com vacinação, não seriam possíveis sem o trabalho de nossos abnegados servidores e de todos os parceiros que nos acompanham neste trabalho”, declarou Sebastião.

O lançamento também foi marcado pela exibição de um vídeo sobre os percursos percorridos até que o Maranhão estivesse livre de febre aftosa, com ênfase na importância da manutenção da vacinação e do fortalecimento da vigilância sanitária para o crescimento econômico do estado. “Este ano, os Estados Unidos abriram as portas para o Brasil e o porto mais próximo de lá é o nosso. Mas não queremos que o Maranhão seja apenas um corredor, queremos que o gado criado aqui seja exportado”, destacou o secretário Márcio Honaiser.

O presidente da Ascem, Ivaldeci Mendonça Júnior, reforçou o compromisso das entidades de classe em continuar trabalhando pela conscientização dos produtores. “Estamos à disposição da Aged e da Sagrima porque entendemos que o agronegócio é importantíssimo não só para o Maranhão, mas para o Brasil. Já que é ele que segura, há 30 anos, a balança comercial do país. De forma que nós entendemos que estamos juntos em prol do crescimento da economia nacional, por meio do agronegócio”, defendeu.

VACINAÇÃO

De 01 a 30 de novembro, todos os produtores maranhenses devem vacinar seu rebanho bovino e bubalino e comprovar no escritório da Aged onde sua propriedade estiver cadastrada. Na comprovação, o produtor deve apresentar a nota fiscal da vacina, obtida junto ao fornecedor do produto, e a relação dos animais imunizados.

GOVERNO DO ESTADO DO MARANHÃO - Portal desenvolvido e hospedado pela ATI