25/01/2017 4:23 pm

Fiscalização da Aged apreende agrotóxicos vencidos e clandestinos em Balsas e Fortaleza dos Nogueiras

Produtos ilegais com fabricação clandestina foram apreendidos em Fortaleza dos Nogueiras, durante fiscalização da Aged.

Produtos ilegais com fabricação clandestina foram apreendidos em Fortaleza dos Nogueiras, durante fiscalização da Aged.

Como parte das ações do governo estadual para impedir a contaminação do meio ambiente e o comprometimento da saúde de produtores e animais, a Unidade Regional Balsas da Agência Estadual de Defesa Agropecuária do Maranhão (Aged/MA) interditou 6.800 litros de agrotóxicos vencidos e 326 litros de defensivos agrícolas não registrados, durante fiscalização de revendas de agrotóxicos, iniciada na segunda-feira (23), nos municípios de Balsas e Fortaleza dos Nogueiras.

Durante o primeiro dia da operação de fiscalização, que se estende até sexta-feira (27), a Aged/MA interditou 6.800 litros de agrotóxicos fora da data de validade, em uma revenda de Balsas, e notificou os fabricantes para o recolhimento e destinação correta dos produtos, no prazo estabelecido pela legislação.

“O principal propósito da interdição é evitar que esse produto possa ser vendido inadvertidamente ou que venha a sofrer avarias no depósito, contaminando o meio ambiente e as pessoas. Mas a presença de produtos vencidos na revenda não gera penalidade administrativa para a empresa.”, explica o agrônomo da Aged/MA, Diego Amaral.

Na mesma operação, no município de Fortaleza dos Nogueiras, os fiscais da Aged/MA emitiram multa de R$ 25.536,00 para uma empresa que estava comercializando defensivos agrícolas sem registro na Agência. No local, foram interditados 326 litros de agrotóxicos e a revenda também foi penalizada pelo armazenamento inadequado e venda fracionada dos produtos, prática ilegal segundo a lei estadual.

Ainda em Fortaleza dos Nogueiras, a fiscalização encontrou, em outro estabelecimento, dezenas de frascos de produtos ilegais, tais como veneno para rato e moscas, fabricados de forma clandestina. “Esses produtos trazem muitos riscos à saúde das pessoas. São produtos altamente tóxicos, na maioria das vezes, acondicionados em frascos parecidos com o de medicamentos, podendo causar acidentes fatais”, adverte Diego Amaral.

De acordo com a Aged/MA, esta ação faz parte atividades do órgão para garantir o cumprimento da legislação estadual que rege os agrotóxicos. Em 2016, foram registradas 872 fiscalizações semelhantes em estabelecimentos comerciais nas 18 Unidades Regionais da Agência.

GOVERNO DO ESTADO DO MARANHÃO - Portal desenvolvido e hospedado pela ATI