23/10/2017 3:21 pm

AGED discute impactos do uso de agrotóxicos na saúde humana e no meio ambiente em seminário

Com o objetivo de abordar os impactos do uso indiscriminado de agrotóxicos, a Agência Estadual de Defesa Agropecuária do Maranhão (AGED) promoveu para produtores dos municípios de São Luís, Raposa, São José de Ribamar e Paço do Lumiar um seminário para discutir as consequências na saúde humana e no meio ambiente. Na ocasião, os produtores tiveram a oportunidade de assistir a palestras de técnicos da AGED, CEREST e Vigilância Ambiental, que abordaram pontos como a importância de utilização dos equipamentos de proteção, uso seguro dos agrotóxicos, devolução e descarte de embalagens vazias e os riscos que esses defensivos oferecem a saúde humana e ao meio ambiente.

O palestrante Luciano Mamede, coordenador do Centro Referencial do Trabalhador do Maranhão ressaltou que o órgão tem uma função de orientação junto aos trabalhadores e que participação no seminário junto a outros órgãos demonstra que a integração torna ainda mais forte a luta em prol do uso mais seguro desses defensivos agrícolas. “Esse momento para discutir a questão dos agrotóxicos junto com outros órgãos foi muito importante, pois tivemos a oportunidade de ter um contato direto com o trabalhador agrícola e poder passar orientações, principalmente no que diz respeito aos cuidados e as medidas preventivas contra os agravos que podem ocorrer por conta do mau uso desses agrotóxicos.”

WhatsApp Image 2017-10-17 at 09.43.43 (1)

O Fiscal Estadual Agropecuário da AGED, André Gonçalves, pontuou em sua palestra sobre o uso seguro dos agrotóxicos, a importância do uso dos EPI’S e abordou sobre as ações de recebimento itinerante de embalagens vazias realizadas na regional de Imperatriz. “Levar informação para o agricultor sobre o uso seguro desses defensivos e descarte dos vasilhames é muito importante, por se tratar de uma problemática a nível nacional e também no Maranhão, que em muitas vezes é causada pela falta de informação. A participação neste seminário foi muito positiva e esperamos que com isso possamos contribuir para a diminuição dos problemas com o meio ambiente e principalmente com saúde pública.”

WhatsApp Image 2017-10-17 at 09.43.44Para o responsável pelo setor de Vigilância ambiental da Secretaria de Estado da Saúde (SES), Afonso Lopes, “Esse foi um momento ímpar, por reunir todos os órgãos ligados a essa questão e os produtores que são os maiores afetados em um espaço só, podendo além de passar orientações, tirar dúvidas e trocar experiências. Esse trabalho conjunto é muito importante, para que realmente possamos ter uma melhor qualidade de vida para o produtor rural do nosso Estado” Finalizou.

O seminário ocorreu durante a sexagésima edição da Exposição do Maranhão (EXPOEMA), como parte da programação de capacitações promovidas pela SAGRIMA, AGED, SENAR e FAEMA.

GOVERNO DO ESTADO DO MARANHÃO - Portal desenvolvido e hospedado pela ATI