22/11/2017 9:40 am

AGED realiza fiscalização de propriedades rurais no sul do Maranhão

Em uma ação conjunta com a Secretaria Estadual de Meio Ambiente – SEMA e o Batalhão de Polícia Ambiental – BPA, a Agência Estadual de Defesa Agropecuária do Maranhão – AGED/MA realizou a operação denominada “Operação Agrotóxico Seguro” em quatro municípios do sul do Maranhão nesta semana.

A ação que ocorreu nos municípios de Balsas, Riachão, Tasso Fragoso e Alto Parnaíba, teve como alvo de fiscalização, fazendas produtoras de grãos, onde foram verificadas itens exigidos na legislação vigente, como armazenamento correto de agrotóxicos, descarte de embalagens vazias de acordo com orientação do fabricante, questão dos agrotóxicos ilegais, ou seja, contrabandeados, outorga d´água, licença ambiental de projetos agrícolas e descarte de dejetos de óleos e seus vasilhames.

WhatsApp Image 2017-11-24 at 09.19.12 (1)

A ação visa trazer a mesa da população um alimento de qualidade livre de contaminantes bem como zelar pela preservação e conservação do meio ambiente. Estabelece medidas de caráter técnico e administrativa objetivando a necessidade de dar destinação final ambientalmente adequada aos produtos fitossanitários, seus resíduos e embalagens vazias.

Ao final da operação, 07 propriedades foram autuadas, 07 foram notificadas notificadas e 21.486 litros vencidos de agrotóxicos foram interditados, pela Aged.

O gestor da unidade regional da AGED de Balsas, Eugênio Pires, ressaltou que “Nós do poder público somos responsáveis por fiscalizar o funcionamento do sistema de destinação final das embalagens vazias de agrotóxicos, além de apoiar os agricultores nos esforços de educação e conscientização quanto às suas responsabilidades dentro do processo, por isso sempre organizamos aqui em nossa regional operações como essa.” Explicou Eugênio Pires.

WhatsApp Image 2017-11-24 at 09.19.12

A operação contou com a participação de Fiscais Estaduais Agropecuários da AGED/MA de Balsas, Analistas Ambientais da SEMA, Policiais do Batalhão Ambiental e os gerentes das Centrais de Recebimentos de Embalagens Vazias de Agrotóxicos. Além dos responsáveis pelas propriedades rurais no momento da fiscalização

Para o Fiscal Estadual Agropecuário, Diego Sampaio, “Essas operações tem por objetivo orientar os produtores rurais no sentido de sempre estarem procurando os órgãos fiscalizadores para informações de como procederem em suas propriedades isso no sentido de se adequarem as legislações vigentes, evitando maiores problemas futuros”.

GOVERNO DO ESTADO DO MARANHÃO - Portal desenvolvido e hospedado pela ATI