12/05/2018 4:03 pm

AGED recebe alunos do curso técnico em meio ambiente do IFMA

Como parte das ações de parceria entre a Agência Estadual de Defesa Agropecuária do Maranhão (AGED) e o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (IFMA), aconteceu na última sexta-feira, 11, no auditório da sede da AGED, palestra sobre o uso correto de agrotóxicos para os alunos do curso técnico em meio ambiente do IFMA.

Agrotóxicos são produtos utilizados na agricultura para controlar insetos, doenças, ou plantas daninhas que causam danos às plantações. Os agrotóxicos também podem ser chamados de defensivos agrícolas ou agroquímicos, sem alterar o seu significado. A maior problemática do uso de agrotóxicos teve início com as incertezas quanto a sua segurança para a saúde humana e animal, bem como para o meio ambiente.

IMG-20180518-WA0054

Durante sua fala, o Presidente da AGED, Sebastião Anchieta, expressou sobre a importância do conhecimento para os alunos na busca da melhoria da qualidade de vida da sociedade atual e vindoura, e enfatizou sobre a relevância do Brasil como país produtor. “No futuro próximo, teremos mais de 10 bilhões de pessoas para alimentar e um dos únicos países capazes de abastecer essa população é o Brasil e estamos todos inseridos nesse contexto. Em todas reuniões internacionais, o Brasil sofre uma pressão. Hoje, o nosso país produz cerca de 30% utilizando o território agrícola e utilizando a tecnologia ao nosso favor”, afirmou.

Para Yasmin Rodrigues,  aluna do curso técnico em meio ambiente “É muito importante para nossa grade curricular, devido a atual globalização do mundo, saber sobre a  importância dos alimentos e sua origem, já quanto a palestra, ela acarreta grande valor, visto que no futuro iremos trabalhar com questões que estão relacionadas a esse tema”.

De acordo com a Lei 7.802/89, que regulamenta o uso correto dos agrotóxicos, a AGED está inserida nesse contexto, visto que o define a seguir: A pesquisa, a experimentação, a produção, a embalagem e rotulagem, o transporte, o armazenamento, a comercialização, a propaganda comercial, a utilização, a importação, a exportação, o destino final dos resíduos e embalagens, o registro, a classificação, o controle, a inspeção e a fiscalização de agrotóxicos, seus componentes e afins, serão regidos por esta Lei.

IMG-20180518-WA0056

A professora de química analítica do Instituto, definiu a visita como o local para apresentar as atividades desenvolvidas durante o vida acadêmica no Instituto, apresentar ainda a atuação do técnico em meio ambiente e sobre os problemas ambientais ocorridos no Estado, e quais as agências responsáveis em fiscalizar e regulamentar essa situação. “É uma tentativa de aproximar os alunos quantos aos tipos de produtos químicos, se são orgânicos ou inorgânicos, os meios de análises e como é feita a fiscalização de segurança alimentar até do próprio agricultor, em relação aos produtos químicos.”

Para Diretor de Defesa e Inspeção Sanitária Vegetal, Roberval Raposo, “É importante fazer o estreitamento das relações entre as duas instituições, já que existem ações voltadas para o que desempenhamos em termo de atividades, então é importante que consigamos passar para os jovens exatamente o que a AGED realiza e qual a importância dessas ações para a sociedade. Assim como, destacar e a importância deles enquanto alunos do curso de meio ambiente. Se faz necessário ainda falar de segurança alimentar, falar das ações que influenciam na proteção do meio ambiente. Esses são pontos bem interessantes e que no final das contas, possuem a mesma finalidade:  ter os processos que ofertam produtos de qualidade à sociedade e produzidos dentro do contexto de proteção ambiental adequado.

GOVERNO DO ESTADO DO MARANHÃO - Portal desenvolvido e hospedado pela ATI