21/06/2018 4:31 pm

AGED realiza avaliação técnica de locais para instalação de novas armadilhas de captura e detecção da praga Mosca da Carambola na Regional de Zé Doca

Visando executar ações de prevenção da Mosca da carambola na regional de Zé Doca, que compreende os municípios de : Zé Doca, Santa Luzia do Paruá, Gov. Nunes Freire, Maracaçumé, Centro Novo do MA, Junco do MA, Amapá do MA, Carutapera, Luís Domingues, Godofredo Viana, Cândido Mendes e Boa Vista do Gurupi, a Agência Estadual de Defesa Agropecuária do Maranhão (AGED) realizou avaliações técnicas de locais para a instalação de novas armadilhas de captura e detecção da praga Bactrocera carambolae.

Os Municípios, bem como os locais de instalação, foram escolhidos a partir de critérios que definiram sua importância para a detecção da praga de forma rápida em território maranhense.

IMG-20180614-WA0029

Sendo eles, 2 em Zé Doca ,uma próxima à rodoviária e outra no Povoado de Nova Conquista, na fronteira com o estado do Pará. Em Santa Luzia, 1 próxima ao Posto da Previdência Social, na BR 316. Em Centro Novo, 2 uma na Sede próxima ao Posto da Polícia Militar e outra em no Povoado Barreira Vermelha, às margens do Rio Gurupi. Em Maracaçumé, 2 foram instaladas em restaurantes ao longo da BR 316 e em Amapá do Maranhão , 1 num mercado localizado na MA 206.  Já nos municípios de Luís Domingues (1), Carutapera (2) e Cândido Mendes (2), foram instaladas em locais de embarque e desembarque de pessoas e de pescado.

Ao todo, foram instaladas 13 novas armadilhas, distribuídas em oito municípios da regional, foram ainda vistoriadas as vinte e sete (27) armadilhas instaladas desde o ano de 2007, efetuando-se a colocação de novos pisos adesivos e troca de iscas tóxicas.

IMG-20180614-WA0036

O aumento do número de armadilhas de captura e detecção da praga no Maranhão, é resultado do Encontro Técnico entre AGED e SFA/MA-MAPA, realizado no mês de Maio, para nivelar e discutir com as equipes de coordenação e de execução  as ações  do Programa de Prevenção, Contenção, Supressão e Erradicação da praga Bactrocera carambolae (PPCSEBc) no Maranhão e aplicação da Instrução Normativa nº 28 de 20/07/2017 , que compreende procedimentos operacionais para ações de prevenção, contenção, supressão e erradicação da praga.

O incremento de 13 novas armadilhas confere à UR de Zé Doca o total de 40 armadilhas instaladas. Esse incremento se estenderá também às Unidades Regionais de Açailândia onde há 7 armadilhas instaladas, Santa Inês  que possui 4 e Imperatriz  com 5, desde o ano de 2013.

A Fiscal Estadual Agropecuária, Iolanda da Conceição Sousa, ressaltou que

“A implantação de novas armadilhas visa aumentar a vigilância em razão de o Maranhão ter sido classificado como estado de alto risco para a disseminação da praga, e tal medida assegura a competitividade da fruticultura nacional junto ao mercado externo.”

 

GOVERNO DO ESTADO DO MARANHÃO - Portal desenvolvido e hospedado pela ATI