Sobre a brucelose

Brucelose

O que é a Brucelose?

A brucelose é uma doença infecciosa causada por bactérias do gênero Brucella que pode ser transmitida de animais para os seres humanos, principalmente por meio da ingestão de carne contaminada mal cozida ou assada, leite e derivados não pasteurizados. 

Quais são as espécies que podem ser acometidas pela Brucelose?

Os bovinos, bubalinos, suínos, caprinos, ovinos, equídeos, cães, entre outras espécies.  É considerada uma zoonose, pois, pode ser transmitida ao homem, com relevância para a saúde pública. 

Quais os prejuízos econômicos causados pela brucelose?

Diminuição na produção de carne e leite;

Queda do nascimento de bezerros;

Aumento do intervalo entre partos;

Nascimento de crias fracas, entre outros.

Como ocorre a transmissão da doença aos animais?

Através do contato direto dos animais com as secreções de animais doentes;

Instalações;

Ingestão de pastagem e água contaminadas;

Sêmen contaminado e/ou material contaminado por meio da inseminação artificial.

Quais são os sinais da brucelose nos animais (bovinos)?

Aborto no terço final da gestação;

Retenção de placenta; 

Repetição de cio;

Nascimento de crias fracas;

Aumento do intervalo entre partos;

Diminuição na produção de leite e carne;

Morte de bezerros no nascimento.

Infertilidade;

Inflamação nos testículos (orquite);

Inflamação das articulações (artrite e bursite).

 

Como a doença é transmitida ao homem?

Ingestão de leite cru não pasteurizado;

Derivados do leite contaminados, como queijo, manteiga, sorvetes, coalhada produzida sem inspeção sanitária;

Ingestão de carne mal cozida ou mal assada;

Contato direto ou indireto com animal infectado por meio de feto abortado, placenta e outras secreções eliminadas do útero da fêmea doente, principalmente durante auxílio ao parto.

                                   

                                               

                         

Quais são os sinais da brucelose nos seres humanos ?

Febre;

Mal-estar;

Suor (noturno);

Perda de peso;

Falta de apetite;                                                          

Calafrios;

Fraqueza;

Cansaço;

Dor generalizada (de cabeça, articulações).

Como prevenir a Brucelose Bovina?

O produtor deve vacinar obrigatoriamente as fêmeas bovinas e/ou bubalinas, entre 3 a 8 meses de idade com a vacina B19; 

A vacinação deverá ser aplicada por um médico veterinário ou auxiliar de vacinador, cadastrado na AGED/MA;

As fêmeas não vacinadas entre 3 a 8 meses deverão ser vacinadas com a vacina RB51. Caso não ocorra a vacinação, a propriedade será bloqueada, com a suspensão de emissão da Guia de Trânsito Animal (GTA) até a comprovação da vacinação;

Comprovar a vacinação no escritório da AGED/MA (onde a propriedade está cadastrada) por meio do atestado emitido pelo médico veterinário;

Realizar exames para brucelose com médico veterinário habilitado no PNCEBT/MA ou adquirir animais que tenham sido vacinados ou que apresentem exames negativos para brucelose;

Eliminar os animais com resultado positivo para brucelose;

Comunicar a AGED/MA em casos suspeitos de brucelose (sinais como aborto, retenção de placenta, repetição de cio, entre outros).

Ingerir leite e derivados (manteiga, queijo) que tenham passado por tratamento térmico;

Ingerir carne bem assada ou cozida;

Fazer uso de equipamentos de proteção individual (luvas, óculos, máscara, entre outros) antes, durante e após o processo de vacinação contra brucelose.